28.10.12

Comentários 12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha

Aloha galera!

Então, não pude comparecer no BANFF, mas troquei uma idéia sobre os filmes com Atila Barros, e peguei os comentários dele para os filmes direto do Rocha e Gelo. Então segue.


25/10 - QUINTA | 21h

One Run Fun


Ótimas imagens, até começa legal, mas depois parece se tratar de uma propaganda da Câmera Filmadora Gopro, a queridinha dos praticantes de esporte outdoor. Quem estava a meu lado perguntou se era um filme competitivo ou uma chamada para nova Gopro Digital Hero 3. Sem pegar pesado, "Atende Parcialmente". A tentativa foi válida.

No Ropes No Bolts


Esse animou a moçada que gritou KAMON nas cenas de pressão nos blocos de Maiorca, contagiou até quem não escala e tirou várias palmas da plateia. A trip de Felipe Dallorto fez valer o ingresso. A película se perde um pouco quando sai do psicobloc e entra nas escaladas com proteção móvel, mas isso não tira o brilho do filme. Creio que o melhor da noite. "Supera"

Brasil Ride


A platéia acompanhou junto a trip de bike e curtiu bastante o filme. O trabalho de Gustavo Abah já foi visto anteriormente em outras amostras e tem um conceituado trabalho na TV de Minas Gerais com o programa Casca Grossa. Boa narrativa e ótimas imagens, o formato documentário fez bonito na amostra, mas não é um filme de montanha que vá tirar muito do público. "Atende"

Brasil Everest 20 anos


Bom documentário, importante registro da história do montanhismo nacional. Vale muito como acervo para gerações futuras que desconhecem o duro caminho traçado por brasileiros dentro e fora de nossas fronteiras. Já era de se esperar que não tiraria muito do público, como palmas e gritos de KAMON, mas atendeu o proposto pelo diretor. “Atende"


DIA 26/10 - SEXTA | 19h

My First Mountain


Ótima fotografia, ânimo nota 10 e vontade de fazer alta montanha 1000, assim inicia o filme. Aos poucos lota os minutos da película com cenas de treinamento e logística do que é fazer uma montanha e isso faz o público se apoiar no cotovelo e pedir para acabar logo. Ganha na fotografia e perde no sensacionalismo em fazer duas montanhas bem conhecidas na Bolívia, sendo uma delas a mais subida em toda América do sul, Huayna Potosí (6088 m). “Atende”.

Free BASE en Riglos


Este foi gringo, bem legal, curto e grosso com ótimas cenas de BASE. Com a fotografia bem legal e narrativa muito agradável, o filme passa por um dos lugares mais inusitados da Espanha, Riglos. Perde na edição, mas ganha de lavada nas cenas de ação. “Supera”

Fitz Roy - A Grande Aventura


Então, vamos dar ao povo o que eles querem e montanhista quer ver "Climb". Isso que o filme deu, da linha curto e grosso, um punhado de filmagens e algumas fotos fizeram o que todo filme de montanha quer fazer, deixar o publico com vontade de escalar. Até quem não era montanhista gostou do que viu e se perguntou onde fica Chalten. Gostei muito do que vi e quem estava a meu lado nas cadeiras próximas também gostou, nada mais justo que mandar um “Supera” para esta produção.

Expedição Rio do Poncho - Primeira Descida


Um filme que tirou gargalhadas do público, se era um filme de aventura deixou de ser nesta sexta feira 26 de outubro. A cada poucos quilômetros a frase "aqui no Rio do Poncho, meu!" o publico vinha abaixo. Muita ralação e diversão com essa rapaziada que mandou super bem na trip que se propuseram a realizar. Gostei do que vi e o mérito do filme, apesar das piadas, foi a ralação da equipe que desceu o "aqui no Rio do Poncho, meu!" (rs). “Atende”

DIA 26/10 - SEXTA | Mostra Competitiva 21h

Espírito de Liberdade


O filme é interessante, mostra um cenário inusitado e uma categoria pouco tradicional do esporte aquático. Embora tenha superado expectativas nos quesitos fotografia e qualidade de imagem, fiquei me perguntando o que o "River Surfing" no Eisbach tem a ver com esporte de montanha. "Não atende”. Não para este festival.


Harmatan


De montanhista para montanhista, assim foi o filme de Eliseu Frechou e sua equipe. Mas uma investida no deserto do Sahel, Mali. Direto e no ritmo que todo escalador gosta de ver (curto e grosso), a película é o que é. Dos filmes da amostra, talvez seja o que mais se identifica com os escaladores que estiveram presentes nesta sexta feira no Cine Odeon. “Supera”

O mais jovem brasileiro no Everest


Parecia ser só mais um filme de expedição ao Everest. Aos poucos foi mostrando ao público as emoções envolvidas no projeto e como este deve se desenvolver. A película segue longa e as vezes monótona, mas prendeu o público até o fim. Uma grande montanha e um sonho, esta foi a meta do mais jovem brasileiro no Everest, mas, como filme, perde por ser longo demais. “Atende”.


Força sempre, bons filmes e boas escaladas!
Atila Barros

Fonte:http://www.montanha.bio.br/Comentarios_12mostra.htm

Por hoje é isso aí galera!
Abraços e boas escaladas!